Pilates, o criador

Joseph Hubertus Pilates nasceu na Alemanha em 1883, e foi considerado uma criança doente desde cedo. Ele sofreu muito com asma, raquitismo e febre reumática, uma combinação que trouxe muitas limitações para a sua vida. Entretanto, engana-se quem pensa que tudo isso o segurou. Muito pelo contrário: essas barreiras funcionaram como um verdadeiro impulso para que ele mudasse sua realidade, com muito estudo e dedicação.

O Estudo

Por conta própria, Joseph Pilates começou a estudar e a unir os conhecimentos de diferentes áreas. Ele envolveu a medicina oriental, a fisiologia humana, a yoga e a anatomia em um grande pacote — tudo isso somado ao conhecimento de alguns esportes como ginástica, esqui e até boxe.

Alguns anos mais tarde, mais precisamente em 1914, ele estava fora da Alemanha, morando na Inglaterra. Essa data sinalizava o começo da I Guerra Mundial, período em que ele foi enviado para uma ilha inglesa para trabalhar em um hospital com exilados e mutilados, por ser considerado um inimigo alemão. Foi nesse período que começou a colocar seus estudos em prática. Ele iniciou utilizando um trabalho de molas com os doentes, fazendo os primeiros testes do que seria o Pilates Clássico anos mais tarde. Sua técnica era desconhecida, mas ganhou força depois que nenhum dos seus internos sofreu com uma gripe que matou milhares de pessoas em 1918.

 

Conforme foi aplicando seus exercícios, Joseph desenvolveu várias características da nova modalidade, sempre focado em avançar no nível de dificuldade. Seu objetivo principal era promover mais flexibilidade e força, aliando técnicas de concentração, respiração e autocontrole. Na época desenvolveu o que seriam os aparelhos conhecidos em nossos dias: Reformer, Cadillac, Electric Chair, Wunda Chair, Full Barrel, Tower (guilhotina), Pedipole e diferentes acessório

Joseph foi casado com Clara Pilates e o casal fundou o primeiro estúdio de Pilates na cidade de Nova Iorque, em 1923, na Oitava Avenida. O prédio contava com vários estúdios de dança e de artistas. Consagrados coreógrafos descobriram o método e começaram a adotá-lo — medida que tornou a modalidade muito famosa entre os bailarinos e atores da cidade, principalmente na década de 40. Eles buscavam os treinos para desenvolver força, postura e até em eventuais necessidades de reabilitação.

 

Em janeiro de 1966, ocorreu um incêndio no Studio na Oitava Avenida e Joseph, na tentativa de salvar seus arquivos e equipamentos, caiu através do piso queimado, sustentando-se em uma viga até ser resgatado pelos bombeiros.

Alguns acreditam que esse foi o motivo da sua morte, em outubro de 1967, aos 87 anos de idade. Fiel expoente de seu próprio sistema, estava seguro de que seus conhecimentos estavam 50 anos adiantados em relação à sua época.

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now